blog

Jornada e Experiência de um Empresário Júnior — 4Bytes

O que é uma Empresa Júnior?

Antes de começar a falar sobre toda a história de desenvolvimento como membro da 4Bytes Engenharia Júnior é preciso explicar o que realmente é uma Empresa Júnior.

A explicação mais simples de entender seria associar a um grupo de estudos que tem a intenção de desenvolver seus membros com um contato real com o mercado de trabalho antes mesmo de sair da faculdade. A jornada de uma membro de uma EJ é rápida e muito dinâmica, permitindo que passe de Trainee para Diretor em menos de 1 ano.

O período de participação tende a ser realmente curto justamente porque a intenção é que cada membro se desenvolva de forma segura com todos que ali estão, tendo contato com pessoas mais experientes, com clientes reais, com problemas reais, com decisões reais e muito mais.

As Empresas Juniores fazem parte de um movimento jovem que começou na França em 1967, o MEJ, vem se estendendo por todo o mundo desde então, contanto com mais de 22 mil empresários juniores só no Brasil.

O começo de tudo

O início da história da 4Bytes começou em 2016 na Universidade Estadual do Maranhão, com um jovem empreendedor que queria muito começar uma empresa ainda durante o período da faculdade, foi quando começou tudo.

Porém toda essa vontade não foi completamente aplicada nas obrigações de uma empresa real e com o passar do tempo a imaturidade se tornou um peso, tanto para administração quanto financeiramente. Apesar de uma Empresa Júnior não pagar os mesmos impostos de uma empresa sênior ainda existia a necessidade da prestação de contas.

O tempo foi passando e a empresa não conseguiu sair realmente do papel, ficando estagnada em dívidas e pouca evolução dentro do mercado.

O recomeço

Após dois longos anos “respirando por aparelhos”, a 4Bytes estava praticamente acabada, foi quando um grande amigo e nosso primeiro presidente da nova 4Bytes, Euclides Freire, decidiu propor um desafio para os poucos membros que ainda restavam.

“Podemos pular do barco agora e decretar falência ou tocar esse barco pra frente e sair desse poço.”

Nós pensamos por alguns minutos para finalmente escolher a opção mais complexa, renascer das cinzas e levar a 4B para cima com nossos próprios braços, foi com essa missão que decidimos arregaçar as mangas e reiniciar nossa história, revimos nossos valores, missão e visão para deixar ainda mais próximo do nosso real objetivo como empresa júnior, redefinimos nosso estatuto, refizemos o regimento interno.

Tudo, completamente tudo novo para renascermos, desenvolvemos os 6 cargos que atualmente existem:

LEO — Leader Executive Officer — Diretor Presidente

LOO — Leader Operating Officer — Diretor de Operações

LIO — Leader Innovation Officer — Diretor de Inovação

LPO — Leader Project Officer — Diretor de Projetos

LFO — Leader Finance Officer — Diretor Financeiro

LMO — Leader Marketing Officer — Diretor de Marketing

LTO — Leader Talent Officer — Diretor de Gestão de Pessoas

Cada cargo responsável por uma área muito bem definida dentro da empresa.


Desenvolvimento pessoal

Dentre os muitos aprendizados que tive durante minha estadia, trouxe aqui alguns pontos separados por áreas que passei até minha saída da minha amada EJ.

Meu cargo como LOO

Como meu primeiro cargo e um dos cargos mais importantes da empresa estava lá eu: inocente, inexperiente e confuso. A responsabilidade desse cargo é lidar com a sinergia entre todas as outras áreas, permitindo a transparência entre o que estava sendo feito e todos da empresa.

Foi durante essa etapa da minha vida que eu descobri o meu amor pelos processos de gestão. Independente de qual área você esteja atuando, é possível encontrar um processo que te auxilie a continuar suas tarefas, talvez até mesmo concluí-las de forma mais simples.

Com o auxílio do ex-presidente Euclides, que construiu um Fluxo de Processo (Process Flow) que cada diretoria deveria se ater, foi possível melhorar isso e alinhar cada um desses processos para a realidade de cada forma de trabalhar que cada diretor possuía, melhorando assim cada vez mais sempre.

Foi nessa época também que eu descobri um pouco sobre o termo UX Design, que viria posteriormente a ser uma nova área para minha carreira. Trabalhando com processos, qualidade e otimização.

Meu cargo como LMO

O cargo de Diretor de Marketing veio por uma necessidade de ter alguém para ser um líder para o time. E eu sempre acreditei que eu não era um bom líder e agora teria que encarar um time e fazer cada um deles evoluir, uma das minhas propostas era deixar cada um deles aptos a desenvolver qualquer tarefa independente de qual seja.

Durante essa etapa como LMO foi implantado na 4B um processo a mais na execução de projetos, onde deveria passar pelo Marketing para que retornasse para o cliente, foi a etapa de prototipação, onde nela é feita um estudo baseado no que o cliente diz que quer e é desenvolvido um protótipo com base nisso, para que o cliente pudesse aprovar e começar de verdade o projeto.

A proposta dessa etapa de prototipação é ajudar no fechamento de contratos e auxiliar no desenvolvimento dos produtos, para que assim tenhamos mais clientes e consigamos concluir os projetos em menos tempo. Essa nova etapa foi adicionada ao Process Flow da diretoria de projetos, se tornando um passo padrão.

Meu eterno cargo

Eu devo muito à 4Bytes, muitos aprendizados, tanto profissional quando afetivamente, conheci pessoas incríveis, tive oportunidades que com certeza não teria se eu tivesse desistido do desafio lá no início. Muitas novas habilidades apareceram em mim depois desse longo e prazeroso processo dentro da 4B.

Desenvolvimento de Soft Skills: Hoje eu tenho noção sobre o que é um real trabalho em equipe, eu entendo como ser um líder e não um chefe, sei como trabalhar uma ideia com um grupo e ouvir as outras ideias, Desenvolvimento Ágil e muito mais.

Desenvolvimento de Hard Skills: No começo eu sabia e dominava algumas ferramentas de edição, hoje em dia eu conheço além delas outras ferramentas de anúncio, ferramentas de pesquisa, prototipação, criação de mapas mentais e muito mais.

Networking: Conheci muitas pessoas, de diversos seguimentos, diversas EJs, diversos estados, pessoas essas que tiveram a mesma experiência que eu e hoje estão lá na frente, onde eu ainda vou chegar.

Considerações Finais

Sou imensamente agradecido pela oportunidade de ter participado do MEJ, da 4Bytes, e ter obtido tanta experiência em tão pouco tempo, conhecido tanta gente, ter tido oportunidade incríveis e ter aprendido que qualquer um pode se tornar alguém muito grande com uma simples vontade de participar disso tudo.

A você leitor eu recomendo que conheça o MEJ, conheça a 4Bytes e aprenda mais sobre as Empresas Juniores em nosso Brasil.

Você só tem a crescer com isso!

Se gostou do que leu e quer que mais pessoas também conheçam sobre a nossa história e sobre o MEJ, compartilhe esse artigo como preferir.

Obrigado por tudo!


Versão original

Versão original deste artigo está no blog pessoal do autor, clique aqui para ver mais.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram